ERVA DOCE 40g MARGO ALIMENTOS

ERVA DOCE 40g – MARGO ALIMENTOS

A Erva doce da linha Premium Margo é uma importante erva utilizada na medicina alternativa para o tratamento de algumas complicações. Devido às suas propriedades calmantes, o uso mais comum da erva-doce é na forma de chá, para aliviar as cólicas em bebês e auxiliar o tratamento de distúrbios do sono.

No entanto, há outros benefícios que a erva-doce proporciona e que não são conhecidos, como é o caso de seu valor em tratamentos medicinais alternativos e seu uso pela indústria de cosméticos no cuidado da pele. Além disso, a erva-doce é utilizada nos mais variados pratos e como aromatizadora de ambientes. Conheça toda a linha de produtos Premium Margo Alimentos.

Peso: 40g
Cód Fab: 588
Cód Barras: 7898665110348

CAIXA: 10 UNIDADES

Descrição

ERVA DOCE 40g – MARGO ALIMENTOS

Para que serve a erva-doce e como preparar o chá

 

O que é erva doce?

Seu nome científico Pimpinella anisum e é muito conhecida por acalmar os ânimos. Já sabe de quem estamos falando? Outra dica: além do seu nome mais conhecido, também é chamada de anis, funcho ou finocchio. Descobriu? Estamos falando da erva-doce!

“Tome um chazinho de erva-doce para acalmar”. Todo mundo já ouviu isso de alguém e não é mito. A erva-doce realmente ajuda a relaxar, mas ela faz muito mais do que isso.

“Graças a esse feito calmante, a erva-doce ajuda a aliviar cólicas intestinais. E, por ser diurética, também ajuda na diminuição do inchaço e desintoxicação”, explica Vanessa Maniezo, Gerente de Nutrição das Instituições Afiliadas da SPDM.

A erva-doce contém uma substância chamada ácido málico, que melhora a digestão através do fornecimento de uma quantidade de hidrogênio necessária para a acidificação do estômago.

“Outro efeito positivo da erva-doce é a redução de gases intestinais. Isso acontece graças ao anetol, uma substância que ajuda na digestão”, conta a nutricionista. Aliás, o sabor e o cheiro característicos dessa erva vêm justamente do anetol.

Fonte de vitamina C, a erva-doce também ajuda a fortalecer a resistência do nosso organismo.

Essa plantinha além de tudo é fonte de vitaminas A e B, ácido fólico, ferro, cobre, cálcio, selênio, magnésio, manganês, zinco, niacina e tiamina. Os famosos flavonóides também estão presentes com a sua ação antioxidante.

Todas as partes da erva-doce podem ser utilizadas: o caule, as folhas e as sementes. Além dos chás, ela também pode ser consumida em saladas, sopas, sucos e molhos. Ela é encontrada em mercados, feiras, lojas de produtos naturais.

Mas atenção na hora de consumir! “Assim como qualquer outra erva, o consumo em excesso da erva-doce traz riscos para a saúde, por isso não exagere. E evite consumi-la se estiver tomando alguns tipos de medicamente, pois a interação pode ser perigosa”, alerta Vanessa. Prefira sempre consultar um médico antes.

 

A erva-doce, também chamada de anis, é uma planta de flores delicadas que dá sementinhas das quais é feito o chá de erva-doce. Suas folhas lembram as da salsinha. Sua origem é Europa e Oriente Médio, mas no período da colonização os portugueses a trouxeram para o Brasil e, desde então, ela é amplamente cultivada e apreciada na cultura brasileira. Conheça seus benefícios à saúde e como fazer o chá.

Benefícios do chá de erva doce

São muitos os benefícios que o chá de erva-doce promove à saúde, graças às suas propriedades, que são: diurético, anti-inflamatório, antiespasmódico, relaxante, estimulante, antioxidante, antirreumático e vermífugo. Saiba como elas atuam no organismo.

 

1. Atua como antioxidante
O chá de erva-doce, mas em especial o extrato de suas sementes, oferece um efeito benéfico ao organismo no combate ao excesso de radicais livres que oxidam as células. Assim, a erva-doce colabora no controle do envelhecimento precoce e de o surgimentos de doenças causadas por células danificadas, como o câncer.

2. Combate a fungos
Da mesma forma que o efeito antioxidante, o combate a fungos promovido pelo chá da erva-doce é possível, porém é mais evidente quando utiliza-se o extrato das sementes, por causa da sua concentração. Mesmo assim, o chá é benéfico para tratar problemas causados por fungos, interna ou externamente, junto com o tratamento médico.

3. Alívio dos sintomas da menopausa
Existem diversos sintomas da menopausa, mas o que todas as mulheres sentem no dia a dia são os calorões, alterações de humor repentinas e dificuldade para dormir. Nesse sentido, o chá da erva-doce, tomado dentro de uma alimentação saudável e com uma rotina de atividade física, pode oferecer um equilíbrio dos sintomas.

4. Tratamento de úlceras
Embora o uso do chá da erva-doce não substitua a consulta ao gastroenterologista para tratar uma úlcera, ele é muito eficiente como reforço no tratamento. Se sofre com um problema estomacal desse tipo, fale com seu médico sobre tomar chá de erva-doce, mas fique atento caso haja algum efeito colateral pelo fato de estar consumindo outro tipo de medicação junto.

5. Antidiabético
Esse outro benefício mostra melhor efeito quando se faz uso do extrato das sementes da erva-doce, mas com o chá também é possível obter resposta positiva. O que ocorre é que a planta tem a capacidade de inibir em até 94% a ação das enzimas que provocam o aumento das taxas de glicose no sangue.

6. Bactericida
As bactérias que atacam o organismo podem provocar diversas reações, conforme o tipo. Mas o chá da erva-doce tem uma excelente ação no impedimento do desenvolvimento de bactérias, em especial dos tipos Escherichia coli, Staphylococcus aureus e Kleybisiela pneumoniae, que atacam o intestino, a pele e os pulmões.

7. Combate a cólicas
As cólicas intestinais, uterinas, estomacais e dores de bexiga podem ser controladas com o chá da erva-doce porque ele tem uma ação relaxante sobre os músculos desses órgãos, que causam dor quando se contraem.

8. Analgésico
Se procura evitar remédios para dor com a aspirina, uma boa opção para substitui-los é tomando um chá de erva-doce. Mas só tome se não estiver fazendo uso de medicação que altere funções cognitivas, ou o efeito do remédio poderá sofrer alterações.

9. Alívio de asma e bronquite
Quem sofre com problemas respiratórios pode experimentar o chá da erva-doce como tratamento para aliviar os sintomas de asma e bronquite. Mas de preferência, para um efeito mais acentuado, deve-se utilizar o extrato das sementes.

10. Combate a doenças infecciosas
Em infecções causadas por vírus o chá de erva-doce também pode ajudar, mas como parte do tratamento. Seu efeito tende a ser melhor em doenças simples, como gripe e resfriado, do que ataque de vírus em casos mais graves. A consulta ao médico é indispensável.

Chá de erva doce emagrece?

Não há pesquisas científicas que atestem a eficácia do chá de erva-doce especificamente para o emagrecimento. As propriedades benéficas que você viu anteriormente, entretanto, podem contribuir para isso. Por ser calmante, ele ajuda a evitar aquela ansiedade que causa gula. Também contribui para manter a saciedade e tem efeito diurético, ajudando a reduzir o inchaço.

como fazer cha de erva doce para bebe recém nascido

Fazer o chá das sementes de erva-doce é muito simples, usando apenas água e as sementes. Mas se quiser, pode adicionar gengibre, canela e obter os efeitos benéficos dessas substâncias também. Veja uma sugestão de receita mais incrementada.

Ingredientes

1 litro de água;
1 colher de sopa de sementes de erva-doce;
1 pauzinho de canela;
2 centímetros de gengibre.

Modo de preparo

1. Coloque a água para aquecer e desligue assim que começar a chiar.
2. Coloque os demais ingredientes e deixe descansar por 5 minutos, fazendo a infusão.
3. Depois é só coar e beber ao longo do dia. Evite guardar para o dia seguinte para que o chá não perca suas propriedades.

Grávida pode tomar chá de erva-doce?
Não há mal em tomar o chá quando se está grávida. Porém, como tudo, é melhor não exagerar e ter a liberação do obstetra, já que cada mulher tem um organismo diferente. O chá não é recomendado no caso de estar fazendo tratamento com antidepressivos ou outros medicamentos para efeito cerebral.

Mas de modo geral, esse chá poderá ajudar a gestante com seu efeito calmante, alívio de azia e náuseas, e regulação do intestino.
As dicas deste artigo não substituem a consulta ao médico. Lembre-se que cada organismo é único e pode reagir de forma diferente ao mencionado. E para obter os resultados mencionados também é preciso aliar a uma vida e alimentação saudável e equilibrada.

Conheça toda a linha de produtos Premium Margo Alimentos.

Leia Mais: CRAVO DA ÍNDIA